CERCO DA IMPERMANÊNCIA

Categoria: Poesia Escrito por Ricardo Carranza Imprimir Email

 

 

 

Mais uma vez este lugar,

morada de deuses

necessários e possíveis.

 

Meu pensamento

é um movimento de asas

em um céu afetivo da memória,

um carteiro

com a mensagem cifrada,

uma prática sem rotina.

 

E como chamar este lugar?

Escrevo palavras como –

nuvem, rio, castelo de areia,

orvalho e lágrima,

nervuras

na extremidade do corpo,

folhas espalmadas de árvore,

verbo vertente

em corpo de sons,

seus olhos como

a esperança das manhãs.

 

Mais uma vez,

neste campo em branco,

neste roçar confuso de matérias,

a explosão surda e serena,

doce rumorejo

da face amada

que de minhas

mãos vazias goteja.

 

Mais uma vez esta boca,

este rio que me percorre,

este dom, este imã,

que por você floresce.

 

Mais uma vez

este espelho

que revela um rei,

a ralé,

o guarda-chuva esquecido no trem,

o nome do filho

no bojo escuro da carne.

 

Mais uma vez

este caldeirão

turvo e cristalino,

ou este Caos

turvo e cristalino

no que giramos

a vara no caldeirão.

 

Mais uma vez

este lugar de cascalho, faísca, chuva, sopro, rua, beijo, casa, ontem.

 

Mais uma vez,

Brahms

na cabine do elevador,

esfera de vidro

rolando a encosta,

sombra de árvore

no rio que cia,

véu que orvalha a flor,

pão que nutre o pó.

 

 

    Ricardo Carranza
    Mestre em Arquitetura e Urbanismo pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo, 2000, diretor do escritório de arquitetura e editora G&C Arquitectônica Ltda, editor da revista 5% Arquitetura + Arte e escritor. Publicações: Antologias de Concursos Nacionais – SCORTECCI, SESC DF; revista de literatura – CULT; sites de Poesia e Literatura – Zunái, Stéphanos, Germina, Cult - Ofi-cina Literária, Mallarmargens, O arquivo de Renato Suttana, Triplov. LIVROS: Poesia – publicados: Sexteto, Edição do Autor, SP, 2010; A Flor Empírica, Edição do autor, SP, 2011; Dramas, Editora G&C Arquitectônica Ltda., SP, 2012. Inéditos – Pastiche, 2017/2018; poesia... 2019. Contos – inéditos: A comédia dos erros, 2011/2018 – pré-selecionado no Prêmio Sesc de Literatura 2018; Anacronismos, 2015/2018; 7 Peças Cáusticas, 2018. Romance inédito: Craquelê, 2018/2019. Cadernos de Insônia (58): desde 2009. ARTIGOS publicados na revista 5% Arquitetura+Arte desde 2005.

     

    Acessos: 173

    Adicionar comentário


    Código de segurança
    Atualizar